Segurança de servidores na era hacker

Autor: Telium Networks, 12/09/2019 às 12:00

A segurança de informações e dados de uma empresa tem se tornado cada vez mais fundamentais para a sobrevivência de uma companhia nos dias de hoje.

 

Por isso, mais do que nunca é preciso prevenir que informações sensíveis sejam roubadas e compartilhadas de maneira indevida ou mesmo perdidas.

 

Além das perdas da para a própria empresa, que já podem ser incalculáveis e até mesmo fatais, permitir que dados de clientes vazem ou se percam pode acarretar sérias responsabilidades jurídicas de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGDP). Sendo esse, mais um motivo para que as companhias invistam pesado nessa área.

 

Como parte fundamental do sistema de TI de qualquer empresa, o servidor passa então, a ser também peça-chave para um sistema de prevenção a ataques de hackers que tenham o intuito de roubar ou sequestrar dados vitais de uma companhia. O servidor é o responsável pelo armazenamento, troca e acesso de informações em uma rede, o setor mais importante, mas também o de maior fluxo e mais vulnerável a invasões, como protegê-lo?

 

Para proteger o coração de uma rede corporativa é necessário trabalhar para diminuir as chances de sucesso de um ataque tanto de forma preventiva, quanto no momento em que algum deles possa, eventualmente, ser bem sucedido. Para isso, é preciso entender como funciona um ataque hacker.

 

Ataques hackers: “sequestro” e chantagem

Os ataques de hackers que tem como objetivo o “sequestro” de arquivos de uma companhia, são conhecidos como ransomwares. Na prática os ransomwares não sequestram esses arquivos mas inserem uma criptografia que faz com que sejam inutilizáveis por seus usuários originais. Na maioria dos casos o que os invasores pedem em troca é uma quantia em dinheiro por meio de bitcoins, as mais famosas moedas virtuais irrastreáveis.

 

Prevenindo um ataque

Como proteger os servidores de sua empresa de um ransomware? Existem medidas padrões que podem ajudar a evitar ou diminuir os danos desse tipo de invasão.

 

Para prevenir a infecção de um ou mais aparelhos por um ransomware, é preciso investir em campanhas de conscientização para que todos os colaboradores conheçam os principais meios de contaminação que são:

 

- Spam’s que contenham links maliciosos

- Download e instalação de softwares com origens desconhecidas ou suspeitas

Além disso, é fundamental ter softwares operacionais sempre atualizados rodando nos computadores e sistemas da empresa e contar com bons programas antivírus. Softwares desatualizados podem estar com sistemas de segurança defasados em relação às ameaças mais novas o que aumenta a vulnerabilidade do sistema.

 

Como prevenção a uma eventual invasão, é fundamental realizar backups periodicamente (semanais, mensais e anuais), e manter essas cópias em locais seguros, livres de invasão.

 

Mesmo com uma eventual perda dos arquivos originais no caso de uma infecção o backup de segurança é um meio eficaz de garantir que a empresa se recupere rapidamente do ataque e volte a funcionar rapidamente, minimizando, ou mesmo neutralizando os prejuízos de uma invasão.

 

Para tirar mais dúvidas sobre o tema, entre em contato agora com um de nossos representantes pelo chat, o atendimento funciona de segunda a sexta das 8h às 18h. Você também pode entrar em contato por telefone ou via formulário neste LINK.