Banda Larga – Suas limitações e alternativas

Autor: Telium Networks, 24/09/2021 às 11:00
Banda Larga – Suas limitações e alternativas

Quem cresceu nos anos 90 e início dos anos 2000, provavelmente vai se lembrar de um tempo sem internet facilmente acessível, das conexões discadas e de ter que esperar até a meia noite para poder navegar sem ter que pagar pulsos adicionais.

Apesar dessa época ter muitos motivos para sermos nostálgicos e saudosistas, a internet discada certamente não é um deles.

Os jovens que cresceram na segunda metade dos anos 2000 teve a vida um pouco mais fácil, pois as conexões de banda larga já tomavam conta do mercado.

Diferente das redes “dial-up”, a Banda Larga não ocupava as linhas de telefone, estavam disponíveis constantemente e utilizavam um formato de assinatura fixa mensal. Outra vantagem, é que agora as velocidades de 128 kb/s ou mais, deixavam os 56kb/s máximos da conexão dial-up comendo poeira.

Sim, houve um tempo em que praticamente todos estavam limitados a meros 56kb/s, e mesmo hoje, cerca de 7% das residências com conexão à internet ainda utilizam redes dial-up. Algo inimaginável para quem vive com conexões mínimas de 10 MB/s.

As limitações

A conexão de banda larga foi uma revolução e abrangência de internet que temos hoje em dia só foi possível graças a ela, porém, ela não é o fim de tudo, e mesmo conexões robustas e de alta velocidade têm suas limitações.

  • Estabilidade: reclamações da internet cair em um momento crucial do dia de alguém são comuns e apesar dessas quedas serem bem menos frequentes do que imaginamos, elas acontecem e podem acontecer em momentos críticos;
  • Velocidade: os links de internet de fibra ótica domésticos são incrivelmente rápidos, para o uso doméstico. Quando falamos em utilização profissional, o volume de dados é tão grande que um link comum é insuficiente;
  • Segurança: as conexões comuns utilizam uma mesma linha para diversos usuários, o que pode gerar algumas vulnerabilidades;

Quando migrar para o link dedicado?

Confiabilidade, estabilidade e segurança são três características importantes para considerar ao optar por um link dedicado. Um jeito fácil é respondendo três simples perguntas:

  • Quedas ocasionais vão me causar prejuízos?
  • Lentidão ocasional vai me causar prejuízo?
  • Minha rede pode ser visada por usuários maliciosos?

Se qualquer problema de conexão ou lentidão pode causar prejuízo financeiro ou se você trabalha com informações sensíveis e pode ser diretamente visado, o link dedicado pode ser uma excelente opção.

Não falamos apenas de uso empresarial, usuários home office que necessitam uma conexão de maior qualidade ou precisam enviar e receber arquivos imensos podem se beneficiar em muito de um link dedicado.

Backup

Outro serviço de grande utilidade para quem necessita de link dedicado é o link de backup. Se, na eventualidade o link dedicado sofrer algum problema, o link de backup assume e você mantém sua conexão íntegra e sem perda de desempenho.

Conclusão

Serviços de link dedicado e backup trazem grandes vantagens em relação à banda larga tradicional, porém, são benefícios que só serão realmente percebidos para quem está realmente vulnerável às limitações da banda larga.

Nuvem de tags