Adaptadores PLC – O que são e como funcionam?

Autor: Telium Networks, 20/01/2021 às 05:32

Distribuir sinal em casa ou no escritório pode ser uma tarefa bem chata, porém, existem algumas opções muito interessantes no mercado como a rede Mesh, a qual comentamos recentemente, que possui uma vasta gama de vantagens para uso doméstico e profissional.

Outra boa opção, principalmente para uso em menor escala é a utilização de adaptadores PLC (Power Line Communication).

Como funciona o sinal?

O roteador tradicional tem um sistema de sinal bem simples, emitido através de uma antena (seja ele interna ou externa).

Este sinal é emitido em um raio de alcance da antena, porém, pode ser bloqueado ou reduzido por paredes, estantes, portas e outros obstáculos que absorvam o sinal.

Isso faz com que o sinal enfraqueça quanto mais afastado do ponto de origem e cria alguns pontos cegos onde simplesmente não há sinal.

Existem algumas maneiras tradicionais para lidar com isso:

  • Trocar a antena – alguns roteadores dão a possibilidade de trocar a antena por uma de maior alcance e potência;
  • Repetidor de sinal – o repetidor é uma solução bem conhecida, porém, ele apresenta uma perda de 50% do sinal original, podendo comprometer a experiência de navegação;
  • “Gambiarra” – a famosa criatividade brasileira também entra lista de soluções, utilizando uma latinha de alumínio recortada e colocada atrás do roteador como um “espelho” para direcionar o sinal para um local específico.

As soluções acima resolvem o problema?

Sim e não.

Elas melhoram um pouco a situação, porém, apresentam muitos pontos fracos e mesmo que momentaneamente pareçam satisfatórios, vão criar situações em que a conexão não é ideal e causar inconveniências ao usuário.

O PLC como alternativa

Power Line Communication ou Comunicação via Linha de Energia em português, é exatamente o que você está pensando, utilizar a linha de energia elétrica da casa para transmitir sinal de internet.

A maneira pela qual o PLC faz isso é utilizando um cabo ethernet que passa junto com a linha elétrica da casa para os cômodos desejados.

Uma vez que a rede elétrica passa em frequências de 50 a 60Hz, a passagem de dados é feita em frequências muito mais altas de 1 a 30MHz, o que possibilita a transmissão simultânea dos dois sinais.

Com o cabeamento instalado, todas as tomadas da casa passam a operar como pontos de internet, utilizando-se os adaptadores PLC, um no modem e outra no cômodo desejado, que receberá a conexão e transmitirá o sinal.

Utilização e valor de investimento

O PLC é uma opção barata, com o kit de 2 aparelhos custando entre 150 e 200R$ e aparelhos adicionais, para quem deseja aumentar o número de pontos de acesso, na faixa dos 100R$

A principal utilização e benefícios do sistema é o uso doméstico, uma vez que a integridade do sinal não pode ser garantida em um ambiente coorporativo que precisa do uptime 24/7.

Desvantagens

Existem, também, algumas desvantagens inerentes ao PLC que devem ser mencionadas.

A primeira dela é a possibilidade de interferências com outros eletrônicos como micro-ondas, telefones sem fio e televisões analógicas, sendo o problema mais frequente em powerlines antigos, de até 200mb/s e quase não acontece em equipamentos mais modernos, no entanto, ainda estão sujeitos a esses problemas.

Outro problema do aparelho é que ele não funciona bem em filtros de linha ou estabilizadores, sendo a razão pela qual alguns vêm com um soquete de energia embutido para possibilitar a utilização da tomada.

Qual o sistema que eu devo utilizar?

O sistema PLC é relativamente confiável, de fácil instalação e barato, para usos domésticos pode ser uma excelente opção.

Para ambientes coorporativos ou para àqueles que necessitam alta confiabilidade, outras opções como a rede Mesh devem ser mais interessantes.

 

 

 

 

Nuvem de tags