Virtualização de servidores existe há pelo menos 10 anos e suas vantagens são reais e atingíveis, mesmo para uma pequena empresa. Considerando que seus concorrentes ainda não tenham adotado esta tecnologia, este pode ser um bom momento para ganhar aquela vantagem competitiva. Para ter certeza de que você entenda a virtualização, nós elaboramos uma lista das principais vantagens que a virtualização pode oferecer.
 

Aumentar a eficiência do servidor
Como você já deve saber, a mais comum e mais convicente razão para implementar virtualização é a capacidade de obter melhor utilização dos recursos no que diz respeito ao uso de CPU e memória RAM. Além da redução de custos no consumo de energia e refrigeração, pequenas e médias empresas conseguem reduzir seus gastos comprando menos servidores físicos para substituir um maior número de servidores antigos, muitas vezes fora de garantia.
Claro que todas as vantagens da virtualização não acontecem em um passe de mágica, você precisará de pessoal capacitado para exercer as funções de administração dos servidores físicos.
 

Recuperação de desastres
Recuperação de Desastres envolve ter a capacidade de retornar o ambiente ao estado de normalidade após um desastre. Fazer backup de um ambiente virtualizado através da cópia da imagem das VMs é bem mais fácil que tentar o mesmo em diferentes servidores físicos.
Como conseguimos reduzir o número de servidores físicos, fica ainda mais fácil ter uma pequena estrutura em outro local para atender a demanda em caso de falha na estrutura principal. Esta estrutura pode ser em servidores próprios em um Datacenter ou na nuvem.
 

Continuidade de negócio
Continuidade de negócio é diferente de recuperação de desastre. Continuidade de negócio visa alcançar zero ou o mínimo de interrupção possível nas operações da empresa. A falha no hardware de um servidor é a fonte mais comum de falha em um Datacenter, é onde entra em ação a funcionalidade da virtualização conhecida como “Live Migration”, responsável por manter a continuidade de negócio eliminando a necessidade de paradas por falhas de hardware.
Através do “Live Migration” administradores conseguem mover VMs entre os servidores físicos sem a necessidade de desligá-los. Esta funcionalidade também facilita procedimentos de manutenção programada de servidores, como ampliação de recursos da máquina, por exemplo. Outra aplicação deste recurso é o balancemaneto de carga, onde é possível mover uma VM que está demandando alto consumo de recursos de um servidor fisico para outro que apresente mais recursos disponíveis.
 

Desenvolvimento de software
Para empresas que realizam algum desenvolvimento de software, a virtualização ajuda na criação de um ambiente para testes e homologação sem a necessidade de comprar de um novo hardware.
Vale lembrar que o desenvolvimento de aplicações menos complexas ou que demandam menos recursos, podem ser testadas usando alguma solução de virtualização no próprio desktop (VMWare Fusion/Player/Workstation, Oracle VM VirtualBox ou Parallels para MAC).
 

Atualizações e Patch de segurança com segurança
Antes de aplicar um “Patch”, atualização de segurança do sistema operacional ou uma atualização de versão do seu software no ambiente de produção, é recomendado que se façam testes em um ambiente de homologação.
A virtualização permite que seja criado uma VM idêntica a VM ou ao servidor físico de produção, onde as atualizações são testadas antes de executar no ambiente de produção.
Claro que aqui a lei de Murphy também se aplica, sabemos que mesmo o mais completo dos testes poderá deixar escapar algum BUG que só irá se revelar no ambiente de produção.
 

Virtualização de Desktop
Outra forma de virtualização que tem se tornado bastante popular é a virtualização de Desktop, que permite rodar os Desktops da empresa centralizados em servidores. Com o processamento sendo feito na ponta do servidor, os dispositivos dos usuários podem ser estações thin client, um notebook, telefone ou um iPad.
Recomendo este artigo para saber mais sobre virtualização de Desktop (2012: Virtualização de Desktops).
 

Fonte: http://www.networkworld.com/research/2012/011112-six-reasons-small-businesses-need-254790.html